Mídias, Cultura e Comunicação: Sociedade e Memória

Editora MultiAtual




ISBN: 978-65-89976-32-5


Descrição: Se olharmos para a origem do latim, mídia é uma adaptação do plural de “medium”, que significa “meio”. No entanto, seu uso hoje vai muito além dessa ideia e envolve uma utilização ampla. O conceito como conhecemos hoje foi cunhado por Marshall McLuhan. O professor e intelectual chegou a definir a mídia como “uma extensão de nós mesmos” e argumentou que deveria ser uma ferramenta confiável e usada até como uma expressão de arte.
Ele também disse que as mídias amplificam ou aceleram processos já existentes, mudam a escala de associação e que vão muito além do conteúdo. Para ele, inclusive, o meio determina a mensagem — e não o contrário. O universo midiático abrange uma série de diferentes plataformas que agem como meios para disseminar as informações, como os jornais, revistas, a televisão, o rádio e a internet, por exemplo. A mídia está intrinsecamente relacionada com o jornalismo, mas também com outras especialidades da comunicação social, como a publicidade, a cultura. A propaganda também se apropria dos meios midiáticos para atingir os seus objetivos, visto que a mídia atinge e exerce uma enorme influência na vida dos indivíduos na contemporaneidade.
A Cultura está relacionada diretamente à geração do conhecimento e ao exercício do pensamento, que são valores essenciais para o desenvolvimento da sociedade. Assim, a cultura é importante na formação pessoal, moral e intelectual do indivíduo e no desenvolvimento da sua capacidade de relacionar-se com o próximo.
A Cultura é um dos principais elementos que constituem a identidade de um sujeito e sua inserção num povo, numa comunidade ou nação, é um elemento de coesão do grupo e distingue-os dos demais no mundo. As raízes culturais de um povo são primordiais para preservar suas origens, para afirmar sua identidade e seu pertencimento à sua região.
A obra “Mídias, Cultura e Comunicação: Sociedade e Memória” foi concebida diante artigos científicos especialmente selecionados por pesquisadores da área. Os conteúdos apresentam considerações pertinentes sobre os temas abordados diante o meio de pesquisa e/ou objeto de estudo. Desta forma, esta publicação tem como um dos objetivos, garantir a reunião e visibilidade destes conteúdos científicos por meio de um canal de comunicação preferível de muitos leitores.

Organizadora: Resiane Paula da Silveira

Autores: Acsa Roberta Macena da Silva; Amanda Milan Câmara Pinto; Bruna Duarte Almeida; Eduardo Marangoni Canesin; Gabriela Santos Alves; Heitor Costa Lima da Rocha; João Cardoso Pinto da Silva; Marília Gabriela Silva Rêgo; Matheus Victor de Oliveira Santos; Nicole Maria de Moraes Modesto; Raissa Nascimento dos Santos; Talissa Ocon da Rocha Medeiros.

Capítulos
Capítulo 1
A IMPORTÂNCIA DA INTERSUBJETIVIDADE PARA O JORNALISMO: O CASO DA COBERTURA DA PANDEMIA DO CORONAVÍRUS NO BRASIL
Raissa Nascimento dos Santos; Marília Gabriela Silva Rêgo; Heitor Costa Lima da Rocha

Capítulo 2
A IDEOLOGIA DO PROFISSIONALISMO JORNALÍSTICO NA TELEVISÃO PÚBLICA
Acsa Roberta Macena da Silva; Heitor Costa Lima da Rocha

Capítulo 3
A (RE)EXISTÊNCIA DO CORPO GORDO FEMININO NO INSTAGRAM”
Amanda Milan Câmara Pinto; Gabriela Santos Alves

Capítulo 4
ESTUDO DE CASO SOBRE O MARKETING DE EXPERIÊNCIA DO RESTAURANTE QUINTA DO OLIVARDO NO EVENTO PISA DA UVA
Bruna Duarte Almeida; João Cardoso Pinto da Silva; Matheus Victor de Oliveira Santos; Nicole Maria de Moraes Modesto

Capítulo 5
SERIA ‘INDÚSTRIA CULTURAL’ UM CONCEITO RELEVANTE PARA PENSAR O JORNALISMO?
Eduardo Marangoni Canesin

Capítulo 6
AS CONDIÇÕES DE TRABALHO DOS JORNALISTAS, EM SOROCABA, DURANTE A PANDEMIA
Talissa Ocon da Rocha Medeiros

Biografias
CURRÍCULOS DOS AUTORES


#buttons=(Accept !) #days=(20)

Our website uses cookies to enhance your experience. Learn More
Accept !